Nenhum comentário ainda

O Batismo Bíblico

O Batismo Bíblico

Escola Bíblica Dominical do dia: 26/05/2019   Autor: Franscisco Canine

TEXTO ÁUREO: ” E aconteceu naqueles dias que Jesus, tendo ido de Nazaré da Galiléia, foi batizado por João, no Jordão”. Marcos 1:9-11 – Mateus 3:6 14 ; Atos 9:17-18; Atos 18:8; Atos.8:35-38 (Etíope); Atos 16:31-33; Marcos 16:16; João 3: 22-23; Gálatas 3:27; Colossenses 2:12; Colossenses 3:1-3 e Romanos 6:3-5.

Significado de batismo – Há muitas definições. Dicionários chegam ao despreparo de dizer que significa “dar nome”. Isso é um reflexo de como a nossa sociedade está errada e sendo conduzida ao erro diariamente. A expressão batistério (em latim baptisterium) implica em uma piscina ou uma vasilha grande.

O batismo é realizado por mergulho, não por derramamento. Se entende pelo próprio sentido da palavra imersão, como também pelos lugares escolhidos para administração da ordenança. As pessoas são simbolicamente sepultadas na água, como Cristo foi sepultado no coração da terra.

Há pelo menos 3 formas de batismo. A mais usada é a aspersão, a qual é usada na igreja Romana, Presbiteriana, Luterana, Metodista, Congregacional… a efusão, ou derramamento, (muita agua), e depois, o batismo por imersão, pelo qual os anabatistas foram perseguidos e mortos no passado (1525).

Por que muitas igrejas batizam por aspersão e não por imersão? As desculpas são muitas:

1. “É mais prático fazer assim, pois a imersão dificulta o ato”. (Ser prático não quer dizer ser bíblico. O batismo por aspersão é um ato não bíblico e não autorizado pela Palavra de Deus).

2. “Não tem problema, pois, o batismo não salva mesmo”.

Por que batizam os recém-nascidos? No Catolicismo batizam para a salvação. Para eles é cristão quem é batizado. O batismo tem para o catolicismo o errôneo poder de “lavar pecados”. No Metodismo: Se as crianças são culpadas de pecado, não podem ser salvas na maneira comum a menos que se lavem pelo batismo. No Presbiterianismo dizem que se das criancinhas são o reino dos céus (Cl. 19,16) não veem por que negar-lhes o batismo. (Infelizmente, eles se esquecem de que Deus tem um plano todo especial para aquelas criancinhas que morrem e não tem noção de seus pecados – Mateus 19:14 e Mateus 18:4-6).

O candidato ao batismo é aquele que: Ouvindo o evangelho, arrepende-se de seus pecados, sente a necessidade de ser lavado pelo sangue de Jesus, confia no Senhor Jesus para a expiação dos erros e pede para ser batizado para que tenha entrada na igreja de Cristo. Sem esse básico conhecimento de pecado, aceitação a Jesus, e consciência de uma nova vida em Cristo, o candidato não é merecedor do batismo. Muitos batizados quando crianças nessas igrejas que precisam de correção Bíblica em sua doutrina, nunca fizeram uma profissão de fé. Nunca aceitaram Cristo de livre e espontânea vontade, pois foram crescendo, crescendo dentro dessas Igrejas apenas como membros delas. (Filho de crente não é crentinho).

Conclusão: O batismo não serve para perdoar pecados. Não trás salvação. É um quadro do evangelho: a morte, o sepultamento e a ressurreição de Jesus. Significa que o batizando está morto para a vida velha de pecados e ressurge para uma nova vida em Jesus. Nossa velha vida está morta e enterrada. Crendo assim teremos um poderoso argumento para resistirmos ao pecado.

Postar um comentário