1

Os Três Tempos da Salvação

Os Três Tempos da Salvação

1 – Passado:

Fomos salvos da condenação do pecado (Justificação)

Salvos pela graça:

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; (Ef.2:8,9)

Não há mais condenação:

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. (Rm.8:1)

Selados pelo Espirito Santo:

Mas o que nos confirma convosco em Cristo, e o que nos ungiu, é Deus. O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações. (2Co.1:21,22)

2 – Presente:

Estamos sendo salvos do poder do pecado (Santificação)

E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça.
Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação. (Rm.6:18,19)

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. (Rm.12:1)

No Processo de Santificação Lutamos contra a carne, o mundo e o diabo.

A Carne é Fraca: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. (Mc.14:38)

O Mundo é Atrativo: Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
(1Jo.2:15,16)

O Diabo é Ardiloso e perverso: Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; (1Pd.5:8)

3 – Futuro:

Seremos salvos da presença do pecado (Glorificação)

O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e coerdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.
Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
(Rm.8:16-18)

Comment(1)

  1. Responder
    Maria das Graças Felipe says:

    Glória a Deus!! Estudos que nos fortalece e nos instrui na palavra de Deus! O mesmo Deus abençoe a todos!🙏🙏

Postar um comentário